terça-feira, 28 de outubro de 2008

Um pouco diferentes


Eu queria amor e ele sexo
Eu queria alguém especial e ele quantidade
Eu gostava do quarto e ele da garagem
Eu queria ficar em casa e ele sair todas as noites
Eu queria suco e ele cerveja
Eu queria flores e ele cigarros
Eu queria uma casa e ele carros
Eu queria segurança e ele mudança
Eu queria beijos e ele tinha desejos
Eu tinha projeções e ele canções
Eu sonhava e ele não dormia
Eu me achava gorda e ele galã
Eu lia romance e ele ficção científica
Eu escrevia poesias e ele as contas do mês
Eu gostava de réveillon e ele de natal
Eu assistia novela e ele ia ao futebol
Eu gostava de crianças e ele de animais
Eu era de peixes e ele era de leão
Mas o que nos unia era a paixão
Eu não o amava, mas ele começou a pensar sobre amor
Resolvi ir embora e ele passou a sentir a dor

3 comentários:

Frido disse...

Essa dialética nem Hegel dá conta... Só que tudo parece mesmo ter um fim. Fim, este, não muito agradável...
Será por causa dos leoninos?
porque tudo tem que ser assim? Tão contraditório?!
As coisas deveriam ser mais simples, tudo parece um Jogo chato de contrários!

eduardo disse...

muito bom ei mas ñ endendi a sua ideia proposta me fala depois melhor!!!

eduardo disse...

muito legau!! ^^
ei me esplica melhor sua ideia sobre a coisa do texto