sábado, 27 de dezembro de 2008

Olá! Meu nome é...


Medo!
Sou especialista em pisar em ovos e em recuar na existência dos sinais de fogo.
Sempre estive aqui, de olhos abertos e aguardando um sinal para fugir da dor.
Meu companheiro mais presente é a solidão.
Sempre está comigo nos lugares que eu vou e no álcool que bebo.
Meu melhor amigo é o sono. Faz-me esquecer de tudo que a solidão me propicia.
E o meu inimigo?
Adivinhem se forem capazes!
É o triste amor!
Ele me fez chorar, me fez sofrer, me fez desistir.
O problema do amor é que ele também era solitário, era meu e de mais ninguém.
Era cego na luz e enxergava no escuro da minha sobriedade.
Foi aí que aprendi a desistir, foi aí que aprendi a temer...
Foi aí que mudei de nome...
Antes eu era Esperança.

3 comentários:

Frido disse...

oi? escreveu pensando em mim? huhu! =*

eduardo disse...

gostei muito desse talvez o melhor

Marina disse...

"Foi aí que aprendi a desistir, foi aí que aprendi a temer..."

Ahhh isso é facil de aprender... somos treinamos desde pequenos para temer as coisas e as pessoas... mas agora te faço uma proposta... mas dificil do que parece.. que tal aprender a NÃO DESISTIR JAMAIS?? Isso sim é algo que mereça ser aprendido??

Desculpe a sinceridade rs mas não gostei tanto assim do texto... prefiro os seus textos mais felizes... a tristeza rima sim... mas é preciso fazer rima-la de um modo otimista ^^

Paz e Bem
Mari