quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Errando outra vez....


Existia algo errado naquilo tudo. Uma paixão gratuita era demais...
Paixão não surge assim, ainda mais quando se está confuso com o passado.
Ele estava com problemas amorosos com aquela menina, que ainda era uma menina...
E eu, a “mulher”, estava lá, apoiando qualquer decisão.
Não o amava e nem existia qualquer paixão, era só o começo de uma atração e eu estava lá, meio que esperando tudo se resolver.
Ele dizia que eu era a mulher que ele precisava, mas no fundo eu sabia que ele era e estava confuso.
Se antes não esperava, agora, depois de a vida ter me ensinado a sentar sem apoio, como uma criança de seis meses, é que eu não esperava por uma opinião formada sobre nada...
Era confuso e confusão definitivamente não é a minha praia.
Não adianta esperar uma ligação, apesar de haver uma promessa.
Tenho certeza que não errei nada, parece que mais uma vez alguém atirou para o lado errado.

Nenhum comentário: