domingo, 6 de setembro de 2009

Des-coração


Ando querendo conjugar mais vezes o verbo viver.
Eu sempre soube que o simples fato de estar vivo não significaria que as coisas estivessem boas para o meu lado, mas sabe... Ando sentindo falta de viver mesmo. Aquela vida doida... Vida de quem sofre e de quem ama.
Acho que nunca amei de verdade na vida e se amei eu nem notei... Bom, acho que não amei mesmo, não vi e não lembro.
Até o amor me foi furtado.
Onde estava eu no dia que distribuíam corações? Pareço o homem de lata, ao menos ele tinha os amigos para ensiná-lo algumas virtudes e descobrir emoções...
Tenho coração, notei que tinha quando o senti apertar aqui no peito...
Acho que é assim que alguém que nunca amou descobre que tem um coração.
Depois de tanto pensar nisso descobri que tenho um coração e dos grandes, acho que o problema é outro agora, não sei usar.